quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

língua portuguesing

Aqui no Brasil, as crianças andam todas a darem porrading. Não é novidade nas escolas, a diferença é que o chapading e o insulting agora são coisas de estrangeirismo. Já não se arranca olhos, já não se xinga os deliciosos palavrões, já não se cospe uns nos outros, já não se intimida os mais fracos, já não se deixa ninguém de lado, já não se goza com esta ou aquela característica. Agora, pratica-se o bullying!
O conceito define "comportamentos de natureza agressiva, entre pares, com a intenção de provocar dano", coisa que sempre houve em todas as escolas do país. A questão é que agora tivemos mais um atropeling na nossa língua e por isso o bullying veio para ficar. Não o conceiting, mas a palavring!
Por isso, não posso deixar de concordar com todas as
sátirings

P.S. – Não retira valor nenhum ao estudo, nem ao fato de os jovens andarem cada vez mais violentos. Seriam os efeitos do
Playstationing, do interneting, dos filmings, etcing?

3 comentários:

Lucas disse...

nao culpe o playstation saloca, ele tbm foi parte da minha infancia e nem por isso sou violento, culpe esses programas televisivos do datena e do ratinho, e também aos pais que nao sabem educar seus filhos pelo menos dentro da normalidade.

Roberto Borati disse...

já foi o tempo que um livro mudava um jovem, hoje são muitos etcings violentings!


ps. feliz ano novo, pessoa esquisita pra caralho.

Doutor Marmota disse...

voce é adoravelmente esquisita.
deve gostar disso aqui:
http://caianareal.blogspot.com/
screva mais
fuio