segunda-feira, 20 de outubro de 2008

o comedor

Havia prometido a mim mesma que iria falar sobre um chupa-picas que resolveu se auto intitular comedor. Mas essa é uma tarefa pesada e talvez eu faça em fascículos, porque há muito para se dizer sobre o abocanhador de nabos. E a primeira coisa que deve ser dita é a seguinte: é por causa de paneleiros como esse que o país não avança.
Em segundo lugar, devo esclarecer que não ligo para o fato de um cara ser ou não comedor, aliás, no que concerne a foda, sou uma liberal. Acredito na liberdade individual, acredito na responsabilidade de cada um perante os outros. No fundo, usando um clichê, sei que a minha liberdade acaba onde começa a do outro. Por isso fico inconformada quando vejo uns merdas desse gabarito, fazendo frente a mim e aos amigos meus.
Além disso, todo o mundo está ciente que um homem de verdade não precisa alardear suas fodas, ou seja, não há necessidade de gritar para os quatro cantos do mundo que ele come a torto e a direito. Isso diminui as suas chances de copulação, porque nenhuma mulher quer fornicar com galinhas e fofoqueiros.
Visto isso, vale ressaltar que não há atitude mais homossexual do que essa de colocar fotos no Orkut dos amigos juntinhos chamando-os de comedores. Ora, das duas uma: ou os amigos comem o cu dele ou eles comem o cu uns dos outros. Francamente Sr. Fodilhão, mas que merda de mariquice é essa?
Estou fora de mim com este suga-pepinos enrustido. Vou acalmar-me um bocado e já retorno a este assunto.

2 comentários:

lorãooooo disse...

husuhaushuasuausauus
esse e pra roberta(o)
sausauhsuausauhsuhauhs
vc e a melhorrr o sarah bokete...te amoOoOoo

Wury disse...

Um dia, com mais tempo, te conto algumas histórias de uns propagandistas deste tipo...

É cada um que me aparece!