segunda-feira, 6 de outubro de 2008

sarah palin - a incógnita do momento

Algumas considerações sobre a minha xará, candidata à vice-presidência dos EUA pelo Partido Republicano. Sarah Palin tem 44 anos e é protestante, já foi prefeita e governadora do Alasca. Já foi nomeada uma das '40 maiores figuras com menos de 40' e até 'Pessoa do Ano'.
Mas eu confesso que não a entendo. Juro que não. Não entendo como uma mulher tão engajada se transformou em um Monstro Religioso obcecado com a imagem de boa moça.
Além do mais, ela tem um problema na boca que não deixa fechá-la. Fala compulsivamente, e pior do que isso, só asneiras. Desse jeito, é óbvio que ela vai afundar a próspera candidatura de John McCain.
Sabe, parece que a idade anda lhe fazendo bastante mal. Está com ares de estúpida e afetada, com a correspondente voz nasalada. Devia cortar as cordas vocais, remeter-se a um silêncio absoluto e arranjar um amante.
Sarah Palin está maluquinha, não diz coisa com coisa, se embaralha e se perde nas suas idéias. Se continuar assim, irão jogá-la em um manicômio e ela passará o resto de seus dias a se babar e a falar da metafísica da conjuntura inerente à capacidade do legislador ordinário e subseqüente ao ordenamento jurídico americano.

2 comentários:

Diego da Silva Rodrigues disse...

Oi, Sarah;

Muito bacana o teu blog!

Sobre o post, acho que McCain se equivocou ao escolher Palin como vice: essa idéia de escolher gente nova para "modernizar" campanhas políticas não costumam dar certo. Pelo contrário, costumam dar no que está dando...

Até!

Wury disse...

Mas a Palin tem gerado um efeito positivo sobre McCain...

Ele tem parecido menos retrógrado e conservador do que parecia e ainda mostra que não é necessariamente uma cara jovem que representa conceitos jovens - o que pode ser jogado na cara do Obama.

Claro, a idéia não era essa e muito provavelmente não vai funcionar, mas é mais uma impressão que essa campanha passa!