segunda-feira, 22 de setembro de 2008

esclarecendo

Algumas pessoas protestam contra a minha denotada homofobia. Parece que dedico muito do meu tempo a caçoar de bichas, e eu que pensava que era pouco. "É uma frustrada", "Sai do armário", isso são alguns comentários que ouço de pessoas próximas. Nada mais longe da verdade. Essa história de "se diz mal é porque no fundo quer ser" é um clichê que precisa ser desmontado. Falo mal de deficientes. Falo mal de pretos. Falo mal de judeus. Falo mal de flamenguistas. Querei ser uma? Não me parece.
Visto isso, por que é que eu falo mal de viados? Por uma questão de egoísmo. Há cada vez mais bichas e isso me prejudica, ainda mais em uma cidade onde a proporção de mulheres para homens é altíssima. Aliás, independente de bonitos ou não, homem é, por definição, um organismo livre, sempre à espera de uma mulher pra fornicar.
Eu não sou homofóbica por ficar insegura da minha sexualidade, uma mulher de verdade não se sente insegura por nada no mundo. Mas ser viado é mais do que levar na bunda. É um estilo de vida que não retira apenas uma opção do mercado, retira várias. Isso me atrapalha.
É ruim pra nós mulheres, mas é pior pros homens. Explico: você tá a fim de ir jogar futebol, não consegue arrumar 10, porque bicha não gosta de bola. Quer ir encher a cara e não dá, porque eles só tomam chá. A solução ou é ficar em casa batendo punheta ou começar a sair com eles. Quando isso acontecer, já estou vendo o filme: você bêbado, drogado e virando a bunda pra um deles, como quem não ama. Pronto. Menos um no mercado. Claro, menos um. Eu pelo menos nunca conheci um ex-viado. Portanto, isso me causa algum transtorno.
Eu não acho mal ter um amigo bicha, aliás, é como ter um amigo preto, ou um primo distante que tem um filho mongolóide. É bom pra diversidade e dá uma boa história pra impressionar os amigos bonitinhos de esquerda. Dois amigos viados ainda vai, o chamado "casal amigo", mas três... três já é um trio elétrico insandescido. Aí fica difícil de aturar, !

2 comentários:

Petrus disse...

Cara, eu definitivamente adoro o seu "politicamente incorreto way of life, think and talk"!
hahahah sensacional

Wury disse...

Comentário gay em post homofóbico:

MA-RA-VI-LHO-SO!!!

Hehe...