segunda-feira, 22 de setembro de 2008

pequena ode ao amor

Os sentimentos de hoje são estranhos. Já ninguém se apaixona realmente, já ninguém quer viver um amor impossível e ninguém quer amar sem uma razão. O amor virou uma questão de prática. Porque as pessoas não querem ficar sozinhas. Porque são colegas e estão ali do mesmo lado e está tudo ótimo. Pra ter uma foda segura e garantida. Porque se dão bem e um não chatea muito o outro.
O amor passou a ser uma variável de camaradagem. E a paixão que deveria ser desmedida, virou uma paixão "na medida do possível". O resultado disso é que as pessoas ao invés de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas. Aonde enfiaram o amor puro? O amor doentio, estúpido, cego, irracional, o único amor verdadeiro que existe, que não tem um meio, um princípio ou um fim, que é somente uma condição. Trocaram-no por uma conveniência de prestação de serviços.
O amor é uma coisa, a vida é outra completamente diferente. O amor não é pra ser um alívio, um intervalo na putaria, um "jeitinho na vida sentimental", um afago na carência. O amor não é pra nos ajudar. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida muitas vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina.
O amor é uma verdade, por isso a ilusão é necessária. A ilusão é linda, não faz mal. Que se invente e se minta e se sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, mas o amor é mais bonito que a vida. A vida que se foda.
A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não. E vale à pena acreditar que viver sem paixão da forma como eu vivo, nada tem muito sentido. Sem amor a vida fica ainda mais fodida...

3 comentários:

Anônimo disse...

meio contraditorio esse post a mim pareceu...
pelo que eu li, pelo menos vc escreve com paixao... nao limite o termo! a paixao esta nas acoes nao nas pessoas

Wury disse...

Puts, esse troço de amor é complicado...

Em breve, post no meu blog explicando esse comentário!

Hehe...

Anônimo disse...

...a paixão não está nas ações e sim nas pessoas!!! Para se ter a ação da paixão é preciso que a pessoa tenha o sentimento, a emoção de praticar a ação. Este post está muito bem escrito, relatado...