quarta-feira, 10 de setembro de 2008

o filho da puta do 'tal'

Vinte e um. Mais um que vinte. Vinte e um. Ainda não me habituei bem à sonoridade... sou uma pessoa adulta. Sou plenamente responsável pelos meus atos, posso ir presa, posso beber, dirigir, sair de casa, assinar qualquer documento e até ter bens.
Vinte e um. Perfeitamente perdida e desnorteada num mundo que nunca consegui me encaixar muito bem, tentanto infrutiferamente encontrar meu porto de abrigo, alguém que me acalme e que saiba explicar o porquê de todas as coisas. Sou exigente, é certo, quero tudo, sem tirar nem pôr. Mas mais que isso gostaria de saber como desatar tantos nós entalados, como desvencilhar-me de tantas encruzilhadas, como descobrir o caminho que me leva daqui para fora e me faça ver alguma luz. Tantas coisas com que sonho e que sei que não se cumprirão. Estou completamente à toa.
Há dias em que sou nevoeiro, e da minha palidez inconstante me faço trovoada. Porque por vezes tudo são tempestades e o Sol brilha mais para uns do que para outros e nunca para mim. E por entre as nuvens que vão escondendo os meus sonhos, vou palmilhando etapas e quebrando muros e, apesar do boletim metereológico adverso, ando sempre com um sorriso nos lábios (porque o mais difícil é saber rir quando todo o mundo "chora" por nós).
Eu ando é de saco cheio de andar por aí à procura do "tal". Apesar de eu não querer, acabo mesmo é fazendo de tudo para que o tal não aconteça, esta é a derradeira conclusão. Porque bem no fundo eu sei que nunca encontrarei a outra face da mesma moeda, nem sequer a outra face da mesma cara.
Não, não vou procurar mais pelo tal. Não quero. Não o quero mais. Vou seguir em frente, aliás já segui. Mas não me iludo assim de bobeira, e dificilmente alguém me arrebatará o coração a ponto de me fazer sentir que iria até onde quisesse só para estar com o tal... a puta da minha alma gêmea.
Eu já quis o tal... resta-me esperar agora por um qualquer qual!

2 comentários:

Wury disse...

Sei lá, não te conheço o suficiente pra falar isso, mas acho que o "Tal" te assustaria e o "Qual" seria pouco...

Mas não tenha medo, aos 24 estou igualmente perdido!

Ah, por sinal vou bebemorar meu aniversário no sábado... Quer estar presente?

Mel disse...

então vc fez 21 tb?
pqp!uma bosta, neah?
me desculpe, não sei seu dia de aniversário, e se soubesse, seria pior do que vc, geralmente eu digo às pessoas que choraria na morte delas. Sou péssima para desejar essas coisas.hauhauhauahuha
Sinto o mesmo q vc, apesar de que achei o "tal", que não é o Tal, é o Diego Navarro foufo-lindo-gostoso que eu amo (L), oiiiin!
sds docê, cousa!
Di verdadi! Acho que se a gente se junta,só dá merda, e ninguém separa.hauahuahuahauhauhaua
Quer ser minha alma gêmea??
ahuahuahuahaua
Tô bêbada e com saudades!
bjo enooooorme!!!!!